Cerca de 160.600 entregas em maio em todo o mundo; Demanda global para a linha Q: crescimento de 10,9%.

A Audi AG entregou cerca de 160.600 carros aos seus clientes em todo mundo em maio. Isso significa que as vendas subiram 0,7% se comparado ano a ano. As entregas globais desde o início do ano, de cerca de 785.300 unidades, subiram 6,4% em relação ao valor de 2017. A Audi cresceu ainda na China (+ 7,7%), na região Ásia-Pacífico (+ 9,3%) e na América do Norte (+ 1,6%) no último mês. Na Europa, as cerca de 72.150 unidades entregues representam uma queda de 5,2%. Com mais de 287.000 SUVs comercializados no ano até hoje, a família Q continua a dar um impulso importante nas vendas.

Na semana passada, a empresa apresentou seu mais recente modelo Q no Audi China Brand Summit, em Shenzhen: o novo Q8. “Este SUV premium é um complemento perfeito para o segmento e é o próximo passo na nossa iniciativa de renovação da gama. Particularmente na China e nos EUA, o carro será um importante impulsionador de vendas e fortalecerá nossa posição de mercado”, diz Bram Schot, membro do conselho de Vendas e Marketing da Audi AG.

O Q8 começa a ser vendido a partir do terceiro trimestre na Europa, no final de 2018 nos Estados Unidos e no primeiro semestre de 2019 na China. Com um crescimento global de 10,9% nos primeiros cinco meses, os SUVs pertencem ao segmento com crescimento mais acelerado da marca. A Audi entregou cerca de 287.500 modelos Q desde janeiro, o que representa 36,6% das vendas totais. Até o ano 2025, um em cada dois veículos entregues da Audi será um SUV. A empresa já está atingindo essa meta com os números de vendas do mês passado na América do Norte, onde a família Q responde por cerca de 51% das vendas. Essa categoria de veículo representa 33% das entregas na Europa e 34% na China. O membro de maior sucesso da família Q é o Q5, com cerca de 125.750 entregas no ano. Somente em maio, as vendas do modelo aumentaram em 16% em relação ao ano anterior, para cerca de 24.700 carros.

A maioria dos Q5, com 9.929 unidades, foi entregue no mercado chinês. A nova versão de entre-eixos alongado, produzida localmente, chegou recentemente às concessionárias locais. Em média, um em cada cinco clientes chineses optou pelo SUV desde janeiro. De toda a gama, a Audi entregou 51.732 automóveis no país no mês passado, um aumento de 7,7%. Desde janeiro, as vendas da empresa aumentaram 27,4%. Com 258.413 unidades, a Audi bateu o recorde de vendas nos primeiros cinco meses de um ano na China.

A região Ásia-Pacífico apresentou desempenho acima da média desde o início de 2018. As vendas da Audi cresceram 25,7%, para 289.400 carros. Cerca de 58.200 unidades (+9,3%) foram entregues no mês passado.

Na América do Norte, as vendas em maio cresceram ligeiramente sobre o alto nível de 2017 (+1,6%, para cerca de 24.800 carros), apesar do declínio do mercado geral. Com 4.207 entregas e aumento nas vendas de 9,2%, a Audi Canadá mais uma vez conseguiu um mês de sucesso. Nos Estados Unidos, 19.315 unidades vendidas representaram um crescimento de 0,6%. Desde o início do ano, a empresa aumentou suas vendas em 5,9%, para 88.471 automóveis. O Q7 teve um bom desempenho no mês passado, particularmente no mercado norte-americano (+5,5%, para 3.217 carros). As vendas do SUV aumentaram nos Estados Unidos em 6,9%, para cerca de 14.559 unidades, desde janeiro.

Os negócios na Europa em maio continuaram a ser afetados pela renovação das linhas de modelos. Dessa forma, o resultado foi uma queda de 5,2% na comparação ano-a-ano, com cerca de 72.150 carros entregues. As vendas acumuladas desde o início do ano caíram 4,7%. Na Alemanha, 25.574 clientes decidiram comprar um veículo da marca no mês passado, 9% a menos do que há um ano. Em contraste, a Itália cresceu, com 6.381 entregas (+9,5%). Na Europa, o interesse dos clientes no segundo trimestre continua forte. Desde janeiro, a demanda pelo Q2 aumentou em 9%, para cerca de 38.250 unidades. Isso faz do modelo o SUV da Audi mais popular do continente.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford é reconhecida como líder global em conservação de água e sustentabilidade

A Ford também recebeu, pelo terceiro ano consecutivo, nota A- pelos seus esforços integrad…