Fábrica Anchieta conquista a certificação inédita ISO 50001 de seu Sistema de Gestão de Energia, que ajuda a melhorar a eficiência do uso de energias.

A fábrica Anchieta da Volkswagen do Brasil, em São Bernardo do Campo (SP), está cada vez mais eficiente no uso de energias (elétrica/gás natural/diesel)! Prova isso é que a unidade acaba de conquistar a certificação inédita ISO 50001:2011 de seu SGE (Sistema de Gestão de Energia), que visa a melhoria contínua do desempenho energético, contribuindo para a redução do consumo de energia e das emissões de carbono.

A certificação da Anchieta de acordo com a norma internacional ISO 50001 comprova que a fábrica já tem um padrão eficaz do ponto de vista energético. E, ao mesmo tempo, permite que a unidade torne seus processos cada vez mais eficientes em relação ao uso da energia. A Anchieta – onde são produzidos os modelos Novo Polo, Virtus e Saveiro – é a 1ª fábrica da VW na América do Sul a receber essa certificação. A conquista ocorreu junto com a auditoria que aprovou a manutenção da ISO 14001:2015, do Sistema de Gestão Ambiental da Anchieta.

“Na Volkswagen do Brasil, a eficiência energética é mais do que uma preocupação ambiental, é também uma estratégia de negócio. Trabalhamos para tornar nossos processos cada vez mais sustentáveis, além de tecnológicos, inovadores e seguros. E a conquista da ISO 50001 demonstra o compromisso da VW com o meio ambiente, ao usar energias de forma eficaz”, afirmou o Vice-Presidente de Operações da Volkswagen do Brasil e Região América do Sul, António Pires.

O trabalho para a conquista da ISO 50001 envolveu a criação da área de Meio Ambiente e Eficiência Energética e o fortalecimento da CICE (Comissão Interna de Conservação de Energia, com representantes de todas as áreas).
“Nos orgulhamos de ter a operação da fábrica Anchieta dentro dos padrões internacionais de gestão de energias, além de alinhada à Política Ambiental e de Energia do Grupo Volkswagen. E as áreas de manutenção têm destaque no consumo eficaz”, disse o Plant Manager da fábrica Anchieta, Mário Rodrigues.

“O desenvolvimento de processos cada vez mais eficientes do ponto de vista de energia é uma ação concreta da VW do Brasil. Tanto que os novos projetos já trazem a eficiência energética em sua base”, afirma o gerente de Engenharia de Manufatura da Volkswagen do Brasil, Rafael Pestana. A auditoria será realizada em todas as fábricas da VW do Brasil.

Vantagens com a implementação da ISO 50001
• Comprova que a empresa tem um padrão eficiente no uso de energias.
• Contribui de forma sistemática com a redução do consumo de energia e das emissões de carbono.
• Ajuda a empresa a ter processos cada vez mais eficazes do ponto de vista energético.
• Possibilita uma visão clara do status atual de uso e consumo de energia, tendo como base os objetivos energéticos da companhia.
• Define e prioriza a implementação de novas tecnologias e medidas energeticamente mais eficientes.
• Fornece uma estrutura para promover a eficiência energética em toda cadeia de Suprimentos.
• Define metodologia para comparar, medir, documentar e comunicar o uso da energia.
• Otimiza a utilização dos equipamentos que consomem energia, identificando oportunidades para reduzir custos de manutenção ou expandir a capacidade.
• Demonstra aos stakeholders (públicos de relacionamento) o compromisso para cumprir as melhores práticas de proteção ao Meio Ambiente.

Economia de Energia na Volkswagen do Brasil
• 448 novas ações de economia de energia foram implementadas na Volkswagen do Brasil desde 2012.
• 95.928 MWh é a economia por ano com essas ações. Equivalente ao consumo anual de cerca de 50 mil casas!
• Em 2018, a Volkswagen do Brasil reduziu em 10,4% o consumo de energia por veículo produzido, comparando com 2017.

Confira algumas ações da fábrica Anchieta para economizar energia
• Novos robôs da área de Armação (onde é montada a carroceria) têm nova tecnologia que consome 30% a menos de energia do que o processo anterior.
• Elevadores geram energia: em áreas produtivas, como a Armação, elevadores “transportam” a carroceria. Quando o elevador sobe, usa energia elétrica. Quando desce, o sistema transforma a energia mecânica em elétrica, a qual é lançada na rede da fábrica para uso em outros processos.
• Rodagem produz energia: antes de sair da Montagem Final, os veículos passam pelo teste de rodagem, onde são acelerados sobre rolos. Esses rolos têm um eixo ligado a um motor, que converte a energia mecânica em elétrica, a qual é devolvida à rede da fábrica para uso em outros processos.
• Substituir sistemas de gerenciamento do consumo de energia por controles digitais.
• Priorizar a manutenção de elementos que compõem as instalações elétricas.
• Substituir motores tradicionais pelos de alto rendimento.
• Instalar inversores de frequência para controlar velocidade e potência consumida por equipamentos.
• Aproveitar luz natural e usar sensor de presença.
• Instalar medidores de energia para monitorar o consumo de cada área.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz exporta 50 caminhões Accelo para transporte de bebidas no Peru

Escolha pelos caminhões Accelo 815 produzidos no Brasil deve-se a fatores como tecnologia …