Home Notícias Balanço da PRF aponta queda no índice de acidentes e de mortes no país durante Carnaval

Balanço da PRF aponta queda no índice de acidentes e de mortes no país durante Carnaval

Comentários desativados em Balanço da PRF aponta queda no índice de acidentes e de mortes no país durante Carnaval
Os índices de acidentes, mortos e feridos são os menores registrados nos últimos oito anos durante o feriado de Carnaval nas rodovias federais. Da última sexta-feira (13) até a quarta-feira de cinzas (18), a PRF atendeu 31,7 acidentes para cada milhão de veículos em circulação, que resultaram em 1,37 mortos para cada grupo de um milhão de veículos e 20,4 feridos por milhão. Comparados com os do ano passado, esses índices apontam redução de 22% na quantidade de acidentes, 28% na taxa de mortos e 18% na taxa de feridos. Durante os cinco dias de feriado prolongado foram registrados 2.785 acidentes, 120 mortos e 1.786 feridos nas rodovias federais.
Muitos motoristas ainda insistiram na mistura álcool e direção. Esses tiveram a viagem interrompida nas fiscalizações da PRF. Dos mais de 85 mil testes do “bafômetro” realizados, 372 resultaram na prisão do condutor e 2.006 geraram a sanção administrativa, que é a multa de R$1.915, 40, o recolhimento da habilitação e a retenção do veículo. A cada quatro minutos e meio um motorista que dirigia alcoolizado nas BRs foi retirado de circulação.
 
O estado de Minas Gerais, com um histórico de altos índices de ocorrências nos feriados de Carnaval, registrou queda de 47% na taxa de mortos em 2015. Bahia e Paraná, estados que também considerados críticos no período das festas de Momo, tiveram os índices de mortes reduzidos, com quedas de 39% e 67% respectivamente.
Mesmo após o endurecimento da legislação que pune as ultrapassagens forçadas e feitas em locais proibidos, o tipo de acidente que mais provocou mortes nesse feriado foi a colisão frontal, causada, na maioria das vezes, pelas ultrapassagens mal realizadas.
Um dos acidentes em que mais mortes foram registradas aconteceu na BR-020, no Distrito Federal. Após invadir a pista contrária, um veículo com placas clonadas que fugia da fiscalização bateu de frente com outro automóvel causando a morte de seis pessoas. Em outro acidente, também envolvendo um carro roubado, três pessoas morreram depois de uma colisão frontal. A batida aconteceu na BR-373, no Paraná. Duas das vítimas eram mãe e filha.
No Espírito Santo, quatro pessoas da mesma família morreram depois de uma tentativa malsucedida de ultrapassagem na BR-101. O veículo que tentava ultrapassar, ao perceber que não teria tempo hábil, colidiu lateralmente em um caminhão que seguia em sentido contrário, que acabou perdendo o controle e batendo de frente com outro automóvel.

Operação Integrada Rodovida
A Operação Carnaval foi inserida na segunda etapa de um esforço de fiscalização mais abrangente, a Operação Integrada Rodovida. A integração entre Casa Civil, Ministérios da Justiça, Saúde, Cidades, Transportes e os órgãos estaduais e municipais é um grande esforço governamental para a redução da violência no trânsito. A primeira etapa da Operação teve início no dia 12 de dezembro de 2014 e foi até o dia 31 de janeiro de 2015. Após uma pausa, as ações simultâneas entre os órgãos em locais e horários pré-definidos foram retomadas no dia 06 de fevereiro e seguem até o próximo domingo (22).
A Operação Rodovida direciona as fiscalizações para aquelas condutas responsáveis por elevados índices de letalidade no trânsito, focando na embriaguez ao volante, no excesso de velocidade, nas ultrapassagens proibidas e na falta do capacete.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Toyota apresenta edição limitada Special Edition do Corolla Cross

Baseado na versão topo de linha, XRX Hybrid, o Corolla Cross Special Edition conta com equ…