Home Notícias Comunicar venda de veículo ao Detran evita problemas no futuro

Comunicar venda de veículo ao Detran evita problemas no futuro

Comentários desativados em Comunicar venda de veículo ao Detran evita problemas no futuro
O processo de compra e venda de um veículo é simples, e basta o pagamento e um comunicado de venda ao órgão de trânsito para que o proprietário vendedor esteja isento de problemas como pontuação indevida na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A fim de evitar esse tipo de surpresa, o Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI) chama a atenção dos usuários sobre a importância da comunicação de venda de veículos e esclarece a forma correta de fazê-la.
Assim que o negócio for fechado, o proprietário vendedor e comprador devem preencher a Autorização de Propriedade de Veículo (ATPV), que fica no verso do Certificado de Registro de Veículo (CRV), e reconhecer firma em cartório para autenticidade. Com a cópia do documento, o antigo proprietário deve fazer o comunicado de venda em qualquer unidade do órgão no Estado, no prazo de 30 dias. O serviço é gratuito.
De acordo com o diretor de Registro do Detran, Wilson Gomes, o procedimento é necessário para resguardar o vendedor do veículo enquanto o comprador não efetua a devida transferência de propriedade para o seu nome.  Caso a comunicação de venda não seja realizada, o vendedor continuará respondendo solidariamente pelas penalidades impostas e as reincidências até a data da comunicação. 
“A comunicação de venda é dever do proprietário vendedor e, caso ele não a faça, pode ter que responder a pontuações referentes às infrações registradas no cadastro do veículo que não são suas, já que o carro continua no nome dele. Feita a comunicação de venda, passa a ser do novo dono a responsabilidade de fazer a transferência da documentação veicular”, destaca o diretor.
Após a comunicação de venda, o órgão atualiza a Base Nacional do Sistema Renavam, o que garantirá ao antigo proprietário vendedor isenção total de infrações e reincidências de qualquer natureza. Caberá ao novo proprietário providenciar o Certificado de Registro de Veículo (CRV) no prazo de 30 dias sob pena de pagamento de multa.
É importante ressaltar que, para a realização do serviço, é preciso apresentar cópia autenticada em cartório do Certificado de Registro de Veículo (CRV), corretamente preenchido, assinado pelo comprador e pelo vendedor, com a firma do vendedor reconhecida por autenticidade.
Quem não tiver a cópia autenticada do CRV também pode fazer a comunicação, desde que apresente outro documento que comprove a venda do veículo, como nota fiscal da concessionária ou algum contrato. Além disso, são exigidos os seguintes documentos: cópia do documento de identidade, cópia do CPF do proprietário, original e cópia do comprovante de residência. 
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

23ª Copa Brasil de Kart tem sua programação divulgada para disputa em Aracaju

Segundo maior evento do kartismo nacional acontecerá entre os dias 20 e 30 de julho no Kar…