A Câmara Municipal de Teresina autorizou a Prefeitura de Teresina a constituir, com o município de Timon, no Maranhão, o consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana, ratificando o protocolo de intenções firmado entre as duas cidades, ainda em setembro. A autorização aconteceu nesta segunda-feira, em votação extraordinária, convocada pelo presidente para votar a mensagem enviada pelo prefeito Firmino Filho.
Com a aprovação do projeto, as Prefeituras das duas cidades poderão realizar licitação para definir as empresas que ficarão responsáveis pelas rotas envolvendo Teresina e Timon. Por se tratar de linhas interestaduais, a responsabilidade pela regulação do transporte é a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). No entanto, até agora, a Agência não realizou os procedimentos necessários para a regularização das rotas, o que tem permitido que empresas operem sem fiscalização e controle das gestões. Com a autorização das Câmaras Municipais, o próximo passo será a ANTT autorizar a regulação do sistema ficar sob o comando das Prefeituras.
Na mensagem encaminhada à Câmara, o prefeito Firmino Filho lembrou que os consórcios públicos são permitidos pela Constituição Federal, que estabelece que a União, os Estados, Distrito Federal e os municípios poderiam disciplinar, por meio de lei, os consórcios públicos e os convênios de cooperação, autorizando a gestão associada de serviços públicos, bem como a transferência total ou parcial dos encargos, serviços, pessoal e bens essenciais à continuidade dos serviços transferidos. “Ou seja, a Constituição autoriza dois ou mais entes federados a criarem um consórcio público para prestar um serviço público de interesse comum, como é o caso do transporte público, que beneficia as duas cidades”, comentou.
Com o consórcio, as Prefeituras das duas cidades poderão fomentar as ações conjuntas de desenvolvimento da gestão, planejamento, regulação e fiscalização do serviço público de transporte coletivo urbano interestadual e intermunicipal de passageiros, entre Teresina e Timon. “O que queremos é estabelecer padrões para a adequada prestação de serviços e para a satisfação dos usuários”, frisou Firmino Filho.
Nesta segunda-feira, o prefeito Firmino Filho e o prefeito de Timon, Luciano Leitoa, se reuniram com representantes das duas empresas que operam nas linhas envolvendo as duas cidades. O objetivo do encontro, que contou ainda com a participação de membros da ANTT, OAB, foi discutir soluções para por fim ao impasse do transporte público na região. Uma decisão judicial proibiu a empresa Timon City de continuar realizando a rota, o que causou insatisfação nos usuários do serviço.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …