A Volvo anunciou na quarta-feira (19), no Salão do Automóvel de Xangai, a produção na China de um modelo totalmente elétrico. Ele será desenvolvido sobre a nova plataforma modular para veículos compactos (CMA) e estará disponível para venda em 2019.
A decisão de produzir seu primeiro carro elétrico na China destaca o papel central que o país vai desempenhar no futuro dos modelos Volvo. Ressalta, ainda, a crescente sofisticação da China como centro de manufatura para a indústria automotiva.
“A Volvo Cars apoia o governo chinês na busca por um ar mais limpo, como esboçado no último plano de cinco anos, totalmente em linha com nossos próprios valores fundamentais de cuidados ambientais, qualidade e segurança”, afirma o CEO Håkan Samuelsson. “Acreditamos que a eletrificação é a resposta para a mobilidade sustentável.”
 
A China é o maior mercado de carros eletrificados do mundo e tem metas ambiciosas para expandir as vendas de veículos 100% elétricos e híbridos, para melhor lidar com problemas gerados por congestionamentos e qualidade do ar em suas cidades.
Por sua vez, a Volvo tem o compromisso de vender 1 milhão de modelos eletrificados – incluindo carros totalmente elétricos e híbridos – até 2025. A fabricante sueca também está desenvolvendo um veículo totalmente elétrico utilizando sua plataforma modular para veículos grandes (SPA) e planeja lançar versões híbridas plug-in de cada modelo da linha.
A marca tem três unidades industriais na China: em Daqing, que fabrica os modelos da série 90; em Chengdu, que produz os carros da série 60; e em Luqiao, que fará os futuros automóveis da série 40.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz do Brasil é premiada por iniciativas de diversidade

Seguindo estratégia global da Daimler, Companhia valoriza as diferenças e fortalece a cult…